Dicas para separação e descarte de resíduos

Sabemos que em um condomínio a geração de resíduos é muito alta em decorrência do grande número de apartamentos e moradores, então, dessa forma, a melhor alternativa é ter uma boa gestão para que a sustentabilidade e a saúde de todos sejam garantidas.

Vigente desde agosto de 2014, a Lei Federal 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), determina a responsabilidade sobre a coleta e reciclagem de resíduos.

O texto diz que cabe aos condomínios e a seus moradores a responsabilidade da instalação de um sistema de coleta seletiva e da separação dos resíduos em três categorias:

  • Recicláveis;
  • Orgânicos;
  • Rejeitos.

Próximo a Portaria foi construída uma lixeira para uso do condomínio. Todo morador é responsável pelo seu lixo produzido e é importante que cada um faça sua parte, separando os resíduos sólidos que podem ser reciclados dos demais.

  • O que pode e o que não pode?

Há quem reclame da distância entre seu apartamento e o local correto de descarte do lixo. E nem sempre se trata de preguiça, mas sim de limitações de mobilidade.

Por isso, alguns condôminos acabam sugerindo para que o condomínio tenha lixeiras nas escadas, corredores ou outras áreas mais próximas.

Entretanto, isso não é permitido pelo Corpo de Bombeiros, que não libera o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) para condomínios que possuem lixeiras nestes lugares.

Isso porque a presença de uma lixeira nos corredores e escadas dificulta muito o combate a incêndios e o resgate de moradores, em caso de necessidade. Alguns síndicos chegam a tirar as lixeiras antes da vistoria e recolocá-las logo depois. Entretanto, estes síndicos podem responder civil e criminalmente por isso em casos de incêndio.

Orgânicos

Os orgânicos podem ser reciclados por meio da compostagem doméstica ou, se você preferir,  embalados em sacolas biodegradáveis ou recicladas e encaminhados para aterros, mas é importante que eles não se misturem com outros tipos de recicláveis, pois a contaminação por orgânicos pode dificultar a reciclagem. 

O lixo orgânico é todo resto de alimento, como cascas de legumes, papel toalha, borra, filtro de café, frutas, raízes, vegetais e folhas. 

Perigosos

O descarte correto de lixo perigoso em condomínio é essencial. Isso porque o lixo classificado como perigoso é aquele que apresenta riscos à saúde pública e ao meio ambiente. Esse tipo de material pode ser inflamável, corrosivo e/ou reativo quimicamente, e por isso precisa de tratamento e disposição especiais.  Neste grupo estão restos de tinta, medicamentos, eletrônicos, produtos químicos, lâmpadas, pilhas e baterias.

Nesse caso, a separação e descarte corretos em condomínio variam de acordo com cada tipo de material. 

OBSERVAÇÃO:

  • Lave os materiais recicláveis;
  • Embalagens sujas são ais difíceis de reciclar, além de atrair ratos e baratas;
  • LIXO TÓXICO NÃO PODE SER RECILADO, tintas, solventes, pilhas, venenos, lâmpadas, restos de medicamentos, DEVEM SER DEVOLVIDOS AO COMÉRCIO.

LEIA TAMBÉM

Confira as notícias da Baliza e o seu segmento de mercado.

Deseja tornar-se um fornecedor da Baliza? Acesse este link e preencha o formulário!

Central de Atendimento

(51) 3588-7014

Telefones fixos e celulares

Visite a nossa loja:

R. Bento Gonçalves, 1001 , Centro, São Leopoldo - RS

Administrativo:

Av. São Borja, 1500, Rio Branco, São Leopoldo - RS

Certificado Bureau Veritas
WeCreativez WhatsApp Support
Preencha os campos abaixo para iniciar o chat conosco pelo WhatsApp!
Olá! Como posso ajudar?